Abdominal hipopressivo

Abdominal hipopressivo: o que é, como fazer e benefícios

Nos últimos anos, a ginástica abdominal hipopressiva vem se popularizando nas redes sociais. Especialmente no Instagram e no TikTok, esse exercício físico tem aparecido em diversos vídeos que mostram resultados incríveis. Mas será que essa prática é de fato tão boa assim?

Neste artigo, você vai descobrir o que é o abdominal hipopressivo e porque esse exercício é tão vantajoso para sua rotina de atividades físicas. 

O que é o abdominal hipopressivo?

O abdominal hipopressivo surgiu a partir de uma posição de yoga chamada Uddiyana Bandha. Neste exercício, o praticante contrai ao máximo a musculatura do abdômen.

De forma semelhante, a técnica da ginástica abdominal hipopressiva utiliza exercícios rítmicos e posturais para reduzir a pressão intratorácica e intra-abdominal. 

No entanto, é importante destacar que a ginástica abdominal hipopressiva e a yoga são modalidades muito diferentes. O primeiro é uma prática de reabilitação e condicionamento físico que trabalha postura e técnicas respiratórias para fortalecer os músculos abdominais e o assoalho pélvico. Já a yoga utiliza a respiração diafragmática na sucção do abdômen, exercício que tem muita influência nos âmbitos mental, energético e espiritual.

3 benefícios do abdominal hipopressivo

O abdominal hipopressivo traz muitas vantagens para o seu corpo! Conheça os três principais benefícios: 

  1. Redução da circunferência da cintura

Durante o abdominal hipopressivo, são realizadas contrações isométricas mantidas por longos períodos. Ao sugar os órgãos para dentro da cavidade abdominal, a pressão interna muda, o que tonifica o abdômen e faz a circunferência da cintura diminuir significativamente. Mais além, essa tonificação faz os músculos voltarem ao normal depois do parto, fechando a diástase. 

Quer perder peso com um planejamento ideal para você? Descubra como emagrecer com uma estratégia realista e o mindset certo.

  1. Fortalecimento da musculatura 

A ginástica abdominal hipopressiva é feita com base em exercícios posturais e respiratórios que tonificam os músculos do abdômen e das costas. Assim, há uma diminuição da pressão abdominal e uma descompressão das vértebras. Como resultado, a postura melhora significativamente, há uma redução nas dores nas costas e ainda se previne a formação de hérnias. 

  1. Alívio na constipação intestinal

Você já notou que a sua barriga se movimenta quando você respira? Na inspiração, a pressão do ar aumenta dentro dos pulmões, o que faz o diafragma descer e as vísceras abdominais se reacomodarem. Na expiração, conforme a pressão diminui, o diafragma sobe e os músculos abdominais realizam a contenção visceral. No abdominal hipopressivo, o controle dos movimentos respiratórios realiza uma massagem no mesocólon transverso do intestino, melhorando a constipação intestinal.

Contraindicações do abdominal hipopressivo

Apesar de ser muito vantajoso, o abdominal hipopressivo não é indicado para todas as pessoas. Pessoas com hipertensão, doença de Crohn e síndrome vasovagal, o exercício pode não ser tão benéfico. Veja a seguir:

  1. Hipertensão

A técnica respiratória do abdominal hipopressivo é possui sequências de apneias, que aumentam a pressão cardíaca diastólica, por isso são um risco para pacientes hipertensos. Mais além, as posturas da atividade sobrecarregam a resistência vascular periférica, sobrecarregando o lado esquerdo do coração. 

  1. Doença de Crohn

A doença de Crohn é uma patologia inflamatória gastrointestinal que afeta a parte inferior do intestino delgado e o intestino grosso. Assim como no caso de outras doenças do mesmo tipo, o abdominal hipopressivo é contraindicado pois pode causar alterações metabólicas que favorecem o processo inflamatório e pioram o quadro clínico. 

  1. Síndrome vasovagal

A síndrome vasovagal é uma ativação inapropriada do nervo vago, que faz parte do Sistema Nervoso Parassimpático. Nesse quadro, o fluxo sanguíneo chega mais lentamente até o cérebro e o coração, diminuindo a frequência cardíaca e a pressão arterial, podendo fazer o paciente perder a consciência por alguns minutos. Por se tratar de uma atividade que ativa o Sistema Nervoso Parassimpático, a ginástica abdominal hipopressiva não é indicada para pacientes com a síndrome vasovagal.

Como fazer abdominal hipopressivo

Uma das vantagens do abdominal hipopressivo é ser um exercício que pode ser realizado em casa. Mas é preciso tomar cuidado e começar aos poucos, prestando bastante atenção na respiração e mantendo a postura correta.

Confira a seguir o passo a passo básico:

  1. Inspire normalmente pelo nariz.
  2. Solte o ar completamente até que o abdômen se contraia naturalmente.
  3. Encolha a barriga, sugando os músculos abdominais para dentro. Pense que você vai encostar o umbigo nas costas. 
  4. Mantenha a contração sem respirar por alguns segundos. O ideal é começar com 10 segundos, e aumentar aos poucos ao longo dos dias de treino.
  5. Encha os pulmões de ar e relaxe o corpo.
  6. Volte a respiração normal.

Para ter bons resultados, faça os exercícios de três a cinco vezes por semana durante 20 minutos em cada sessão. Comece com contrações leves e vá aumentando de acordo com a sua capacidade, sem se esforçar em excesso. E nada de fazer depois de comer, hein! Sempre espere de duas a três horas depois de se alimentar para poder fazer a ginástica abdominal hipopressiva. 

Sabia que o sentimento de alegria e prazer provocados pelo exercício físico tem uma explicação científica? Entenda quais os benefícios da endorfina no corpo.

Existem quatro posições para fazer o abdominal hipopressivo, e cada uma mais intensa que a outra. Veja a seguir quais são as variações:

  • Deitado de barriga para cima
  • Sentado
  • Inclinado para frente
  • Apoiado nos joelhos

O ideal é começar deitado e construir o seu preparo físico ao longo do tempo para conseguir evoluir até conseguir fazer a ginástica hipopressiva apoiado nos joelhos e nas mãos. 

Vale lembrar que o abdominal hipopressivo sozinho não vai fazer você emagrecer ou perder gordura. Por isso, é preciso combiná-lo com outros exercícios e com uma alimentação equilibrada. O segredo para perder peso é adquirir uma rotina saudável!Escolher uma atividade física agradável para você é fundamental para se divertir durante o treino e não perder a motivação para se exercitar. O Fut Fit é uma alternativa ideal para quem gosta de futebol e não quer frequentar a academia para ser saudável. Quer saber mais? Leia nosso artigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.